Ikea

A Ikea merece um post a parte. Considerada um paraiso pela maioria dos imigrantes, a Ikea surgiu na Suecia e para quem nao conhece tem na Tok & Stok uma versao brasileira aproximada(surgida 17 anos depois da primeira loja Ikea aberta). Segundo o proprio site da loja sueca, seu conceito eh oferecer funcionalidade e design a baixo custo. A maior diferenca, portanto, entre essas duas lojas eh justamente esse: o preco. E claro guardada as devidas proporcoes no restante, afinal a Ikea esta presente em 4 continentes e totaliza 38 paises.

Bom, apresentacoes feitas, nao fica muito dificil imaginar o motivo de quase todo mundo(nao so imigrantes) ter algo da Ikea em sua casa. Va preparado para passar pelo menos uma manha ou tarde, mas de preferencia ate mais que isso. Logo na entrada e por toda a loja ha disponivel papel, lapis, e trenas de papel para facilitar sua vida. Eh ir passando pelos diversos ambientes e quando gostar de algo eh so anotar o codigo que consiste em dois numeros: o primeiro se refere a aisle(corredor) e o segundo a localizacao dentro daquele corredor especifico. Eh bom levar ajuda, no final voce localiza onde estao as caixas e pega tudo voce(s) mesmo.

As lojas Ikea sao tao grandes que tem um restaurante estilo fast-food servindo comida de verdade para se voce quiser fazer a refeicao por la mesmo e passar o dia inteiro dentro da loja. A comida eh em conta e boa, que me lembre ja pedi meatballs(almondegas) ao estilo sueco, o salmao grelhado e uma torta de chocolate(obrigatoria todas as vezes que comi por la) que nao lembro o nome. E depois dos caixas ainda tem uma lojinha de produtos suecos(sucos, chocolates, geleias, biscoitos e ate congelados) e um fast-food(esse de verdade, estilo americano) servindo 2 cachorros quente e refrigerante por algo como $2,50 por exemplo.

Salmao da Ikea

Transporte e montagem
Tudo eh desmontado para as caixas ficarem o mais chato(de flat, plano) possivel e facilitar o transporte. Mas para uma primeira visita quanto maior o carro que puder usar melhor.  As opcoes sao usar seu proprio carro e/ou pedir um amigo que tenha carro por uma maozinha. Fora isso resta pegar um taxi, alugar um carro(uma cargo van se for comprar muita coisa ou se quiser fazer uma viagem so) ou pedir pra entregar. A entrega eh um pouco salgada e tanto o servico em si quanto o valor depende loja a loja. Em Ottawa custa $69 dolares por ate 15 itens, com detalhe que eles nao entregam itens pequenos(utensilios domesticos) e entregam em 48h. Em algumas cidades as lojas tem a opcao de alugar uma van por um preco bem em conta, mas nao aceitam habilitacao que nao seja canadense segundo amigos brasileiros que tentaram alugar. Eu fui numa rent-a-car e aluguei um Corolla(com minha carteira brasileira mesmo) e consegui colocar dois criados mudo, uma mesa de jantar com quatro cadeiras, o movel da tv e mais outras coisas menores dentro do carro. Foi quase um quebra-cabeca mas deu certo.

Transportar e subir para o apartamento eh so a primeira parte, depois vem a montagem. Como eu ja tenho um certo costume(pois no passado ja montei cama de casal, comodas grandes e ate cadeira espreguicadeira) e o sistema dos moveis sao todos bem parecidos, nao tenho grandes problemas com isso. Mas algumas pessoas odeiam esse tipo de trabalho manual, algumas vezes cansativo mesmo, e preferem pagar alguem pra montar. A loja oferece esse servico geralmente terceirizando e novamente vai depender loja a loja. Em Ottawa em compras ate $333(numero esquisito ne?) eles cobram $50. Acima disso 15% do valor dos moveis a serem montados. Particularmente nunca sequer considerei essa opcao.

O que nao vale a pena
Sofas e colchoes, basicamente. Claro que voce vai encontrar alguma coisa aqui ou ali em outras lojas com o preco melhor e de qualidade tao boa quanto, ou pelo menos proxima. Mas nao eh so opiniao minha que sofas e colchoes nao valem a pena por la. Esses dois itens sao produtos que nao tem como ter baixo custo sem afetar a qualidade diretamente, ou no bom portugues, nao tem como ser bom e barato. Ou voce se dispoe a investir uma grana um pouco maior ou nao tera um bom colchao ou um bom sofa. Mesmo partindo para os top de linha da Ikea os precos ja ficam similares dos encontrados nas lojas especializadas, mas com qualidade inferior.

Nao compramos muitos moveis pois o apartamento eh relativamente pequeno(1 quarto) , tambem pensando em uma inevitavel mudanca no futuro e por questoes de economia no bolso na condicao de recem chegado. Na Ikea foram comprados o movel da TV, a mesa de canto da sala, dois criados mudos improvisados(iguais aos moveis de canto), a mesa de jantar e 4 cadeiras, dois moveis pequenos de pratileira e um tapete medio para a sala. Em outras lojas compramos uma mesinha de computador, a cama box e o sofa de 3 lugares, cada um em uma loja diferente. Para o futuro ficaram mais uma mesinha de computador, uma comoda e uma recliner chair(aquelas “cadeiras sofas”).

Fizeram uma mini-serie comica para internet rodada inteira na Ikea de San Francisco. Eh bom pra dar uma ideia da loja por dentro para quem nao conhece. Nao vi nenhum capitulo da serie, so partes soltas para ter certeza que era dentro de uma loja Ikea mesmo. A serie ja esta no sexto episodio e pode ser vista aqui.

Advertisements

Fotos de Ottawa e etc

Ha muito tempo queria ter “postado” algumas fotos, mas na correria dos primeiros dias da vida de um recem-chegado imigrante as prioridades sao(varias) outras. Pelo mesmo motivo nao haviam tantas fotos assim, alem do que para completar choveu bastante no outono e tive que voltar ao Brasil para minha cirurgia as pressas. Somando isso a ter que reunir as fotos que estao espalhadas por duas maquinas e dois iPhones, fazer o upload pro Picasa e organizar os albuns. Entao so agora estou conseguindo concluir – mais ou menos – esse processo todo.

Ao fundo Chateau Laurier

Tem tambem uma parte com videos. Nao tem muitos ainda e a qualidade nao eh la essas coisas todas pq eh gravado do iPhone. Mas tem uma opcao no topo a direita da janela de video para assistir na qualidade melhor(HQ). Para entrar na galeria de albuns de foto do Picasa eh so clicar aqui.

HSBC

Algumas pessoas me perguntam sobre o HSBC, se abrimos conta ou se vale a pena abrir. Sobre valer a pena fica dificil responder simplesmente sim ou nao, vai depender do seu proposito e de sua disponibilidade financeira. Nos nao abrimos e vou explicar os motivos.

Pre-requisitos:
Em primeiro lugar vem a questao basica do negocio: eu sou elegivel? Para abrir uma conta Premier, a que permite que voce opere entre sua agencia brasileira e a canadense, voce tem que ter(comprovar) uma renda minima de R$5000,00 por mes ou ter um montante investido de R$50.000 ou mais. Como eu me dei um periodo sabatico durante o tempo que esperei pelo processo, nao tinha essa renda e todo meu capital investido nao chegava ao valor minimo exigido. Alem disso a tarifa eh cara, R$45 sao algo em torno de Can$26 e eu – assim como a maioria das pessoas – nao pago nada por minha conta e cartao de credito do banco no Canada. Para ser isento dessa taxa no HSBC voce tem que manter esse capital aplicado, entao mesmo se eu tivesse esse valor nao poderia dispor do meu dinheiro se nao quisesse pagar a tarifa mensal da conta.

Historico de Credito:
Esse eh o motivo pelo qual a grande maioria das pessoas abrem a conta Premier. Eh um assunto polemico e sempre muito discutido nas listas de imigracao e no final ninguem chega a conclusao nenhuma. Principalmente porque os proprios funcionarios(nao todos) do banco garantem que sua conta no HSBC vai contar para seu Historico de Credito. O problema eh que eu confio mais em vendedor de camelodromo do que em funcionario de banco.

Sem entrar em detalhes sobre essa situacao especifica, ja perguntei a funcionarios do banco onde tenho conta, o TD Canada Trust, e me afirmaram que sem o SIN number nada de historico de credito. O SIN number eh o equivalente ao nosso CPF e so pode ser tirado estando em solo canadense. Seu Historico de Credito eh atrelado ao SIN number. Nos USA eu sei que eh assim mesmo e que isso eh impossivel, ate tirar seu “CPF” (la chamado de Social Security Number) voce nao existe para o sistema financeiro. Desta forma voce estaria tao somente criando um historico de credito especifico junto ao HSBC e nada mais, no momento que voce sair para o sistema financeiro seu credito eh zero. Por outro lado, ja teve quem me disse que eh possivel contar para o credito no Canada, pois existe a possibilidade de criar um historico de credito sem o SIN number e no momento que voce obtem esse documento eh criado outro historico de credito paralelo sem conexao entre os dois, mesmo sendo da mesma pessoa. Ainda segundo essa fonte, ao contrario do que se imagina, a iniciativa tem que partir de voce para requerer a unificacao dos dois historicos, mas nao soube informar como proceder a partir dai. O problema eh que nao sei se isso procede e, mesmo que tenha fundamento, ainda tem essa questao pratica de unificacao dos historicos que pode funcionar ou nao. Eu nao arriscaria tanto trabalho por nada. Alem de tudo, construir alguns meses o seu credito antes de sua chegada em solo canadense nao mudaria muita coisa no historico efetivamente. A funcionaria que abriu minha conta no banco me deu um prognostico nao muito bom para quem tem pressa, pelo menos uns 2 anos pagando em dia todas as contas(eu pago adiantado just in case), nao chegar muito perto do limite do cartao de credito, nao aplicar para financiamento, outros cartoes, emprestimo ou mesmo ficar checando a situacao do seu historico, pois cada vez que uma dessas situacoes ocorrem automaticamente voce perde pontos.

Enfim, para concluir, poucos meses a frente nao serao suficientes para voce comprar um carro financiado na concessionaria, por exemplo. Se voce tentar vao negar o financiamento e de quebra ainda vai perder uns pontinhos suados no seu historico. Ter pouco credito e nenhum da no mesmo. E para o futuro, quem se virou sem credito e esperou 18-24 meses pode esperar tambem 24-30 meses. E aqui entra um ponto de vista mais pessoal ainda: acredito que para qualquer investimento maior(mobilia decente, um bom carro, comprar um imovel) esse eh o tempo minimo que voce deve esperar de qualquer maneira. Pois so depois disso voce vai estar com o conhecimento necessario para um bom poder de decisao, saber se voce pretende ficar nessa cidade mesmo(e aqui nao eh so questao de gostar, mas de emprego tambem), quais os bairros que voce gostaria de morar, se ficaria perto do seu trabalho(que voce nao sabe qual vai ser daqui ha 2 anos), etc, etc. Mesmo que voce ja tenha passado pela cidade, fazer turismo eh bem diferente de residir.

Burocracia e outros bancos:
Se voce espera abrir a conta no HSBC pra ser uma coisa a menos para resolver no Canada porque  quer evitar stress eh melhor deixar para abrir a conta por la mesmo. Principalmente se voce ja nao eh correntista do HSBC e nao mora em SP, que se nao me engano eh somente quem faz a ponte Brasil-Canada. As agencias de outros estados sao mal informadas e dao muitas informacoes desencotradas. Ate mesmo em SP eles dizem coisas que nao batem com a realidade, sendo necessario entrar em contato direto com o Canada para resolver detalhes. Dito isso, nao toma muito tempo abrir uma conta em banco no Canada, voce pode escolher o banco que lhe oferecer as tarifas melhores(ou nenhuma) e que tem bastante agencias espalhadas pela cidade e pelo resto do pais. Quanto ao cartao de credito voce pode conseguir um sem problemas com o limite que quiser, mas com security deposit. Isso nada mais eh do que o valor do limite do seu cartao de credito aplicado numa conta de poupanca por um periodo (leia-se ate confiarem em voce). Ora, quem tem dinheiro para possuir uma conta Premier nao tera problema nenhum em deixar uma pequena quantia(comparada aos R$50 mil equivalentes a aproximadamente Can$30 mil) paradinho numa poupanca.

Vantagens:
A unica vantagem que vejo eh se voce tiver muito dinheiro e/ou pretende movimentar dinheiro entre os dos paises. Sendo assim, ficar viajando com muita grana nao eh muito aconselhavel, mesmo que seja dividido entre cash, visa travel money e traveller checks(que estao caindo em desuso) como eu fiz. Eh ate desconfortavel andar com isso tudo naquelas bolsinhas junto ao corpo. Eu pensaria em abrir uma conta Premier se fosse viajar com mais de $40 mil dolares para um casal. E isso se for possivel tao logo chegar no Canada abrir conta em outro banco e apos transferir o dinheiro encerrar a conta. Agora, se voce pretende vender um imovel no Brasil e quer transferir esse dinheiro, acredito que abrir a conta no HSBC sera a melhor alternativa e eh o que eu pretendo fazer num futuro nao muito distante.

Canada x USA

Passando apenas 41 dias no Canada, antes da volta temporaria e forcada ao Brasil, ja deu pra ter uma nocao da cultura local na capital canadense. Tendo morado uma temporada nos USA fica meio impossivel nao fazer essa comparacao, ja tinha consciencia que isso seria inevitavel. Diga-se ainda que so posso comparar com o que conheco bem: o nordeste americano. Para ser mais especifico a regiao de New England, especialmente Boston. Acrescentando-se Manhattan, que depois de tantas vezes visitadas, a ponto  de perder as contas nos dedos da mao, nos ficou tao familiar.

  • Transporte Publico.

A primeira comparacao que fizemos automaticamente foi quase desleal: o sistema de transporte. Digo isso em vista que moramos na cidade americana com um dos melhores sistemas de transporte, se nao o melhor dos USA. Boston alega ter o subway mais antigo do continente americano(datando 1897). Nao eh tao grande quanto o metro nova-iorquino, mas proporcionalmente ao tamanho da cidade eh muito eficiente e cobre varias cidades satelites, ligando outras cidades nao tao proximas atraves do sistema de trens com 4 estacoes integradas ao sistema. Alem de tudo, equipamento mais novo e estacoes mais limpas. Por isso essa comparacao com o sistema de transporte publico de Ottawa eh ate covardia. As duas cidades possuem praticamente a mesma populacao, sendo que Ottawa conta  apenas com onibus, os quais nao sao pontuais, em alguns trechos sempre lotados, e por ultimo mas nao menos importante, nao eh barato. A passagem de onibus em Ottawa comprada antecipada custa $2,3 e no onibus $3. Em Boston, $1,25 e $ 1,50 respectivamente. Um combo pass, subway + bus, em Boston custa U$59. Em Ottawa o passe mensal somente para onibus custa $84,75!! Achei um absurdo pagar alto por um servico pessimo. Sei que Vancouver, Montreal e Toronto tem subways semelhantes aos americanos(Calgary tem um bem simples), mas como ainda nao fui nessas cidades nao tenho como comparar.

  • Custo de Vida

A alta taxacao de impostos no Canada eh talvez uma das primeiras coisas faladas quando se comeca a acalentar o sonho de imigracao, vindo logo depois do frio. E de fato eh bem pesado. Na provincia de Ontario pagamos 13% de impostos em quase tudo que se compra, incluindo servicos. Nos USA pagava 5% em Boston e 8,8% em NY achando ruim. Pode parecer pouco, mas faz uma boa diferenca. Imagine que vc gaste por mes, incluindo super-mercado, comer fora, roupas, servicos(internet, telefone, celular, cabo), etc,  algo em torno de $1000, so para exemplificar. $130 seriam pagos so de impostos. Outro exemplo: voce vai comprar aquela TV de LCD de 50” que voce deseja a tanto tempo por e o preco na Best Buy eh $1500.  Considerando que nao vai pagar o plano de protecao(que eu aconselho), os $1500 na verdade vao virar $1695 em um piscar de olhos. Ah! Quase esqueci que ainda eh cobrado um imposto extra ambiental em cima de produtos eletronicos(tvs, Hds, etc) mas nao recordo qual a aliquota agora. Espero em algum momento no futuro notar o beneficio de tantos impostos pagos, como todos afirmam.

Fora isso, pelo empirismo calculo que o custo de praticamente tudo seja – por baixo – uns 20%  a mais no Canada. Conta de celular, internet, revista, carro, comida (seja no super-mercado ou restaurante) e por ai vai. Ate agora a unica excecao notada por mim, pelo menos no caso de Ottawa eh o aluguel, que diria ser uns 10% mais barato que Boston e muito mais barata que NY.

  • Povo

41 dias nao sao suficientes para ser conclusivos nesse subject, mas a primeira impressao eh que o canadense eh bem mais simpatico e receptivo e tal fato se reflete ate nos vendedores de lojas. Se voce for comprar algo numa Best Buy americana e precisar da ajuda de algum vendedor pra perguntar algo eh mais facil ir pra outra loja. E assim o fiz algumas vezes. Como o preco geralmente era o mesmo da Circuit City, havendo disponibilidade acabava comprando nessa ultima, onde os vendedores eram um pouco mais atenciosos. Para quem nao conhece a fundo o comercio varejista americano ele eh o oposto do brasileiro, onde voce eh quase pescado nas portas das lojas e quando resolve parar pra olhar alguma aparece sempre um vendedor(a) mala que fica tao colado em voce que da pra sentir a respiracao. Nos USA voce eh ignorado(Miami nao eh USA, eh o playground de Cuba) e as vezes voce se pega quase implorando pra comprar algo. No Canada ate ainda tem um pouquinho disso, comprando um casaco pra neve alguns dias atras numa promocao de 50% off, ao perguntar por outro casaco do mesmo modelo mas de outro tamanho no meio da bagunca a resposta do vendedor foi – ao olhar para a pilha de casacos com um sorrisinho de leve – “boa sorte”. Mas tambem acontece de voce ir comprar uma cama e o vendedor/gerente puxar conversa e depois de falar de diversos assuntos, ate mesmo contando um pouco sobre sua vida particular, ainda oferecer um apartamento para alugar.

Generalizando, no quesito “tolerancia com outras culturas”, os americanos pensam que se voce quiser morar nos USA voce tem que se “converter”, tambem gostar de baseball por mais que seja um dos esportes mais sem graca da face da terra, por exemplo. E aqui abro um parentese para dizer que de certa forma o brasileiro se assemelha quando acha, meio que ingenuamente, que todo mundo tem que gostar de futebol, cerveja e carnaval e que “quem nao gosta de samba bom sujeito nao eh, eh ruim da cabeca…”, diferindo porque eh mais bairrismo do que intolerancia, ao meu ver. Ja no Canada ha um extremo respeito as diversas culturas, ate passando um pouco da medida. Eles tentam adequar praticamente tudo para que nao ofenda ou nao va contra a cultura ou religiao alheia. Ja acho isso um pouco extremo, afinal cabe ao imigrante se adaptar a sua nova terra tambem.

Os USA eh o pais da hipocrisia e da ignorancia, na real acepcao da palavra. Um americano medio nao tem a menor ideia do que acontece ao seu redor. Ou melhor, ele nao da a minima. Um bom exemplo eh se auto intitularem “campeoes do mundo” os campeoes do Futebol Americano e Baseball, quando jogam eles contra eles mesmo. Poderia contar varios casos para exemplificar  minhas afirmacoes, mas nao vem ao caso. Isso daria um post kilometrico somente sobre esse assunto e esse blog eh sobre o Canada e nao USA.

  • Culinaria

No quesito “culinaria propria” da um grande O x O. Poutine nao eh o que se pode se chamar exatamente de um “prato” tipico, nem tao pouco Hamburguer. Sao tipicos, nao pratos. No mundo todo eh notorio que, com algumas excecoes(Clam Chowder, p. ex.) a cozinha americana eh baseada na junk food e sanduiches em geral. Ainda que comidas no estilo Jesus me chama sejam deliciosas, nao da pra entrar nem forcando a barra na categoria Cuisine. O Canada nao eh muito diferente nesse quesito, influenciado pelo vizinho de baixo e se dividindo entre culinaria inglesa(hahaha) e francesa, ou seja, nao canadense. Maple Syrup, wild rice e ice wine sao deliciosos, mas sao ingredientes e nao culinaria.

Relevando-se isso, minha experiencia canadense foi bem satisfatoria ate agora. Achava que Boston tinha grande quantidade de bons restaurantes, mas nao me decepcionei com Ottawa. Restaurantes de onde no mundo voce possa imaginar, so nao tem nada do Brasil. Mas acho que comida brasileira somente eh genuina no Brasil. Em Boston tinham dezenas de restaurantes brasileiros, mas nenhum 100% ao meu paladar. Visitava so mesmo quando estava com saudade do bom e velho rodizio de churrasco, salpicao e suco de laranja de verdade espremido na hora. Pastel e coxinha nao me fazem falta. Tambem acho um pouco exagerado encontrar um Shawarma a cada esquina. Diria que os shawarmas estao para Ottawa como o sushi esta para Fortaleza. Mudando para fast food achei melhor em Ottawa, alem de oferecer os regulares KFCs, Burguer Kings, Subways, etc, etc, tem opcoes muito boas de (again) shawarma, comida grega (com direito a prato com salmao por $8), tailandesa (Thai Express yes!). NY eh NY.

  • Conclusoes

Ao final, lendo meu proprio post notei que poderia ficar uma duvida de que seria mais vantajoso morar nos USA que no Canada. Eu diria que para algumas pessoas sim, isso eh correto. Ate mesmo porque tive alguns amigos canadenses(todos eles de Montreal, relativamente perto de Boston) os quais me dei a liberdade de perguntar o motivo deles morarem nos USA e nao em seu pais de origem. A resposta mais simples e concisa foi de um ex-colega de trabalho, dizendo simplesmente: quem quer qualidade de vida mora no Canada, quem quer fazer dinheiro vem para os USA. Eh uma questao de valores e objetivos. Um casal me confirmou essa ideia, acrescentando que morando nos USA e ambos trabalhando como tecnico em edificacoes, mesmo sendo engenheiros e nao fazendo equivalencia da profissao, ainda faziam mais dinheiro que no Canada. E isso, aliado a facilidade(leia-se $$) de viajar tendo como ponto de partida os USA(uma passagem Boston-Irlanda chega a custar $200 e poucos, p. ex.) era o que os tinha feito trocar os paises. Viajavam em media a cada 6 meses. Da ultima vez que os visitei mostravam os albuns das viagens mais recentes, Islandia e Tasmania(nao ao mesmo tempo, claro),  contando que os proximos destinos planejados eram Mongolia e Japao.  Mas minha teoria eh que quando tiverem viajado bastante no futuro nao muito distante eles resolvam voltar para o Canada para uma vida mais pacata.

Um fator determinante eh que eu nao sou Ph.D. em nada e nao tenho pretencao de ser (mundo academico nao eh pra mim), nao sou um “banbanban” da area de TI, enfermeiro e nao tenho planos de pedir divorcio para casar com uma americana. Tao pouco quero fazer parte da massa de “cidadao de segunda classe” que representa entre 15% e 20% da forca de trabalho americana, segundo numeros nao oficiais. Tambem nao quero ser importado para ser explorado em hoteis e parques somente durante a alta estacao americana durante os programas work and travel, que deveriam se chamar working for pennies. Trocando em miudos os USA nao me quer e isso funciona como uma relacao, para dar certo os dois tem que querer. Portanto sou muito grato ao Canada em nos dar a oportunidade de recomecar(mais uma vez) e tenho consciencia de que eh uma via de mao dupla, uma relacao mais igual onde ambos so tem a ganhar.

Outro ponto muito importante de ser lembrado eh a atual crise mundial, que foi deflagrada pela crise financeira nos USA. Concordo cada vez mais com o Emmanuel Todd, que previu o declinio do imperio americano antes mesmo dessa crise e dos atentados de 11 de setembro. O pais nunca mais voltara a ser o mesmo, o tempo de bonanca passou e a tendencia eh perderem terreno para paises emergentes como India, Russia, Brasil e China. Claro, isso nao sera da noite para o dia, mas eu nao ficaria confortavel em viver num pais em decadencia.

Olha a faca!

Pois eh, entrei na faca. A cirurgia foi terca-feira e agora estou esperando pela radio-iodoterapia pois o diagnostico de cancer foi confirmado. Enquanto isso repouso e dieta de iodo. Vou tentar aproveitar o tempo livre de recuperacao em casa para escrever alguns posts sobre o Canada, ja que nas ultimas semanas minha vida tava quase no ritmo de um trem desgovernado. E ja vou aproveitando para pedir desculpa se nao respondi o email ou mensagem de alguem, por favor eh so me lembrar novamente. Agora tambem vou ver se finalmente termino de assistir Prison Break, porque  nao estava conseguindo assistir mais nada.

E tao logo termine essa bendita iodoterapia estarei voando de volta ao Canada para dar continuidade a minha vida e a promessa a patroa de comecar nossa producao de herdeiros.