Canada tremendo!

Por isso que dizem pra ter cuidado com o que se deseja! Estava eu no meio de uma aula sobre copyright, quase morrendo de tedio e pensando comigo mesmo please someone kill me (ja tinha ate recebido minha colega com um welcome to the “wasteoftime” land) quando de repente tudo comecou a tremer e o teto parecia que desabaria nas nossas cabecas. Todo mundo se entreolhando, alguns correram pra fora da sala e quando alguem alardeou que era terremoto eu juro que pensei que era brincadeira. Eu que sou  (ou era!) virgem de terremotos, pensei que fossem os infelizes do andar de cima que esta em construcao e semana passada estavam furando/martelando a parede. Mas independente do motivo causador, nos poucos segundos (por volta de uns 30) a sensacao foi bem ruim, ainda mais pra quem esta num subsolo de um Shopping Center, sabendo que tem muuuita coisa acima de voce. Uma colega de curso confessou depois que tudo passou que por pouco nao sujou as calcas, tadinha.

Passado o susto inicial, saimos da sala e na porta da escola ainda no shopping, onde a maioria dos alunos se concetravam, vimos os funcionarios de loja correndo e fechando as grades/portas e segurancas indo e vindo e desligando as escadas rolantes. As pessoas atordoadas tentavam ligar pros parentes e/ou amigos sem sucesso. Tentei ligar pra Claudia mas minha operadora de celular (Rogers) entrou em colapso nao aguentou a demanda e ficou fora de servico. Nessas horas voce percebe que nao precisa muito pra o mundo virar um caos. Conseguimos trocar uma msg de texto depois de um tempo e so consegui falar com ela no telefone 15:30h. Demorou cerca de duas horas pra rede de telefonia se normalizar, com o sinal indo e vindo. Fui receber mensagem da Claudia que ela mandou na hora do terremoto (13:45h) por volta de 16:30h.

Algumas pessoas relataram que quadros cairam da parede e objetos das estantes. Chegando em casa fui ver como estava a Mei e a encontrei no seu esconderijo preferido, o bunker (armario) debaixo da pia da cozinha onde ela se esconde dos trovoes.

Sim, quanto ao terremoto, a cidade grande que mais sentiu o tremor foi Ottawa, com o epicentro ha cerca de 56km numa regiao da fronteira de Ontario e Quebec. Nao houve relato de feridos nem estrago substancial ate onde eu sei, mas os geologos falam que foi algo entre 5.5 e 5.7 (foi recalculado depois para 5.0) na escala Richter. Imaginem que 6 graus eh onde o risco de destruicao comeca. O terremoto foi sentido ate em varias cidades dos Estados Unidos, tao longe como Michigan, Ohio, New York e outros.

Fim de semana de Aniversario

Esse fim de semana foi aniversario da minha amada esposa, seu primeiro no Canada. Comecamos a comemoracao com um almoco no Nickels, do lado do Silvercity Cinema. Como estavamos indo ver um filme por la aproveitamos pra testar um dos restos das redondezas. A comida agradou, as fajitas a Claudia falou que sao melhores que do The Works, o hamburguer eu sabia que nao teria como ser, mas estavam acima da media.

E depois do nosso almoco um pouco tardio as 15hs fomos ver o Get Him to the Greek, nao podiamos ter feito escolha melhor para um sabado a tarde de aniversario. Comedia muito boa que recicla um personagem do Forgetting Sarah Marshall(o astro do rock ficticio Aldous Snow), tem algumas cenas impagaveis.

Depois do filme fomos direto pro Tucker’s Marketplace no Byward Market, encontrar com Luciano e Carol, Adri e Diego. Esquecemos a camera fotografica mas quebramos o galho com o iPhone. A comida era boa e aniversariante nao paga, mas so a fonte de chocolate para mergulhar os marshmallows ja seria o bastante pra mim…hehehe

A noite acabou de maneira um pouco inusitada: eu assinando uma boneca inflavel e cercado por umas 20 mulheres! Mas antes que pensem bobagem e que estraguei o aniversario da Claudia numa “Wild Night”, deixa eu explicar melhor. Saindo do restaurante ficamos conversando um pouco na porta e sabado a noite se ve de tudo naquela regiao boemia do Byward. Apareceram umas meninas de uma despedida de solteiro com uns pirulitos com formato que nao posso descrever aqui pq eh um blog de familia e portando uma boneca inflavel, disseram que estavam precisando de um bald guy e pediram para eu assinar a tal boneca.

Latte

No dia seguinte ainda fomos ter um brunch no Sunflower Cafe, no estilo mediterraneo. Atendimento muito simpaticao e a comida eh no minimo curiosa, azeitonas, uma especie de salada de feijao servidas no cafe da manha. Familiar tinha o capuccino, que estava muito bom, e os ovos mexidos. Nao podia ter faltado conversa sobre copa do mundo quando os dois funcionarios marroquinos descobriram que eramos brasileiros.

Mais um falando de copa do mundo

No Canada, futebol (ou soccer) eh um esporte (bem) menos importante. Para voces terem uma ideia, so existem 3 times de futebol no Canada (Toronto, Montreal e Vancouver) sendo que somente o de Toronto participa de uma competicao de alguma importancia (MLS dos USA). Nao era de se esperar que a Copa do Mundo tivesse o mesmo destaque que tem pra nos no Brasil ou em qualquer outro pais que tenha um representante expressivo.

Ainda assim, talvez um reflexo da forte presenca dos imigrantes no pais, se voce nao ouviu falar de Copa do Mundo por aqui eh porque mora num fim de mundo. Ha alguns dias um colega de curso, original do Camaroes e ha varios anos residindo em Montreal, tem trocado comentarios comigo no curso. Fora duas canadenses tambem colega de curso que disseram estar torcendo pro Brasil e outra canadense que reclamou que “a porcaria da copa do mundo” estava atrapalhando a programacao do canal de tv que ela assiste. No outro curso que participo, uma venezuelana disse que seu pais sempre torce por nos e quando o Brasil ganha uma copa eles comemoram como se tivessem sido eles. Ha umas duas semanas vejo a toda hora pelas ruas pessoas com camisas e souvenirs de varios paises, principalmente Brasil.

Pra assistir os jogos nao precisa de nada mirabolante. A CBC, um canal aberto, esta transmitindo todos os 60 e poucos jogos da copa. So nao decidi ainda qual eh o pior: ouvir o Galvao exagerando e falando besteira durante 80% do tempo ou a narracao sem graca do sujeito britanico que a CBC colocou pra narrar o jogo. A culpa nao eh so do cara, afinal nao tem comentarista nenhum pra dar uma forca, as vezes ele passa 6/7 segundos sem falar nada. No intervalo do jogo de abertura entre Africa do Sul x Mexico, mostraram um pub em Dartmouth(NS) e outro em Calgary com torcedores de ambos os times e outros torcedores de Italia, Espanha, etc.

Nao acompanho mais futebol como acompanhava antigamente por uma serie de motivos. Um deles eh que na minha opiniao o Brasil deveria seguir o exemplo de quase todo mundo e ter no maximo um time por cidade, apesar de ter consciencia que isso nunca vai acontecer no Brasil. Mas desde de 82 (nos meus tenros 7 aninhos) gosto de acompanhar a copa do mundo. Eu vou me dar ao luxo de faltar aula (ate hoje nao perdi nem um diazinho) quando for preciso. Na estreia do Brasil estarei tomando uma cervejinha e acompanhando tudo do sofa. Os outros dois jogos da primeira fase nao vai ter problema, um domingo e ou outro pela manha (so preciso sair de casa meio-dia).

International Trained Lawyers

Como todo mundo comenta, geralmente profissoes regulamentadas dificultam muito encontrar seu espaco no mercado de trabalho canadense. E indo mais alem, acho que nao tem uma area pior do que Direito para quem quer migrar para outro pais.  Alguem consegue lembrar de outra pior que essa?

Pra dar uma ideia melhor, mesmo sendo um processo um pouco demorado e caro eh possivel para um medico trabalhar na sua area. Poderia ser ate mais simples, eh verdade, considerando a carencia dos profissionais de saude no Canada se nao fosse o protecionismo corporativista da classe, afinal o corpo humano eh o mesmo e os procedimentos da medicina ocidental sao semelhantes em qualquer lugar do mundo.

Agora, falando a grosso modo, leis e procedimentos juridicos variam muito de pais para pais. Muito mais ainda quando os sistemas juridicos sao diferentes, como no caso do Canada eh Common Law e no do Brasil Civil Law. No meu caso, com nenhuma experiencia em direito internacional, pensei em abandonar a area juridica no Canada e comecar do zero. Quem vem do Brasil seja em qual Universidade tenha se formado tem que fazer Law School, que sao no minimo 3 anos, para se qualificar a fazer a prova da LSUC – The Law Society of Upper Canada (ordem dos advogados para a Provincia de Ontario). Fora o custo da Law School, so o processo para tirar sua licenca (prova, taxas, etc) fica em torno de $5000, considerando que voce passe na primeira tentativa. Quando voce passa a ser um advogado o termo usado eh called to the Bar, o nosso equivalente a entrar na OAB. No Quebec as coisas devem ser diferente, afinal como dizem meus professores “Quebec eh um outro pais”.

Portanto, se voce tem pressa pode esquecer. Se voce nao tem bastante dinheiro entao nem se fala. Nao eh todo mundo que esta disposto a dar alguns passos para atras, mesmo considerando a mudanca de pais. Mas chegando aqui acabei resolvendo procurar alternativas dentro da area juridica. De cara vi que tinha basicamente duas opcoes: Paralegal ou Law Clerk. Ambos os cursos sao de 2 anos, mas sao oferecidos em modo intensivo em pouco mais de um ano. Paralegal em Ontario eh uma profissao que foi recentemente regulamentada a pedido dos advogados que se viam perdendo clientes para esses profissionais. O Paralegal tem que fazer prova de ordem(LSUC tambem), pagar anuidade e liabilty insurance (seguro obrigatorio para caso voce seja processado pelo proprio cliente que se sinta prejudicado e que os advogados tambem pagam). Na pratica, o Paralegal seria um advogado de pequenas causas, ja que eles so podem atuar perante a Corte de Pequenas causas (valor limite $25.000), ofensas criminais que nao excedam 6 meses e alguns tribunais administrativos.  Somando-se esse limite com os custos parecidos com os de um advogado, a profissao nao soa muito atraente pra mim. O Law Clerk, por sua vez, eh tambem conhecido como Legal Assistant. O Law Clerk pode ser o “pau pra toda obra” em escritorios pequenos, fazendo desde o servico de recepcionista/secretaria(o) e/ou servicos de auxiliar administrativos, ate tarefas mais relacionadas a area juridica propriamente dita. Law Clerks experientes redigem documentos (Statement of Claim, Statement of Defence, affidavit, etc, as peticoes no nosso direito), fazem pesquisa juridica(precedentes sao um elemento fundamental no sistema Common Law), entrevistam testemunhas e clientes, enfim, Law Clerks mais experientes (e bem pagos) sao o braco direito dos advogados, muitas vezes eles fazem praticamente o servico dos advogados – menos aparecer na corte, obviamente – e este so assina.

Foi por esse ultimo que optei, comentei sobre minhas primeiras impressoes do curso em um post anterior. Hoje minha turma conta com 23 pessoas, dentre os quais  cerca de meia-duzia ja trabalha na area. Num post futuro vou dar um update do que tenho achado do curso – pra esse post aqui nao ficar kilometrico – agora que ja se passaram alguns meses.

Comecei ha algumas semanas um outro programa direcionado a imigrantes com background legal nos seus respectivos paises de origem. Esse programa eh patrocinado pelo Governo de Ontario e oferecido por duas ONGs de ajuda aos imigrantes daqui de Ottawa. Portanto nao sei se essa informacao sera util para quem mora ou pretende morar em outra provincia, ou ate mesmo cidade em Ontario que nao seja na regiao de Ottawa.  O programa eh gratuito e chama-se Alternative Career Transitions for International Legal Professionals. Me foi exigido somente o PR Card e o diploma do bacharelado em Direito (nao pediram traducao). A selecao eh uma entrevista com a Coordernadora do curso e com o Job Counselor. Eh feita uma selecao porque em media o numero de candidatos eh o triplo do numero de vagas ofertadas. Segundo eles, sao selecionados os cadidatos que estao mais “job ready“. Esse programa consiste em uma serie de workshops de 3 horas ministrados por cerca de 5 instrutores diferentes e o objetivo eh nos inserir no mercado de trabalho canadense, nao importando se voce eh um newcomer ou nao, tem um senhor de um pais da America Central que ja mora no Canada ha 25 anos e que perdeu o emprego de legal researcher ha pouco tempo, por exemplo. O meu grupo sao 16 pessoas, na grande maioria latino-americanos (incluindo eu e uma brasileira), exceto por um da China, Libano, India e Algeria.  O legal do programa eh que eles tem foco nao apenas no mercado de trabalho no campo legal, mas atraves do que eles chamam de transferable skills eles nos incentivam a buscar alternativas nos mais diversos campos de trabalho, pois segundo eles advogados sao os profissionais mais versateis . Foi legal descobrir que tenho outras possibilidades. Nao eh nada facil, eu sei, mas achava ser impossivel buscar um trabalho aqui no Canada em que eu nao tivesse experiencia direta.

Agora, um probleminha eh que esse programa vai acabar bem antes do meu curso de Law Clerk e tao logo termine ja nos orientam a aplicar para trabalho, de modo que posso me encontrar num dilema (not really) se encontrar um trabalho antes de terminar o curso. Nao da para conciliar as duas coisas pois o curso eh full-time (de 13h as 17h), fora a tarefa de casa e estudar pra provas que temos todas as sextas. Se eu simplesmente abandonar o curso terei ainda que pagar pelo emprestimo (mais detalhes aqui) que fiz para pagar os custos. Mas enfim, estou torcendo para me ver nesse dilema…hehehe

Aqui nesse link o flyer pode dar mais informacoes para quem estiver interessado no programa para advogados. Ah, eles tambem tem o mesmo programa direcionado a medicos, mas ai so entrando em contato com eles, nao sei de nenhum detalhe.