Sinal de vida

Apenas dando um sinal de vida, ainda nao vai ser dessa vez que vou escrever um post mais longo e/ou detalhado. Ainda muita coisa atrasada pra por em dia, as ultimas duas semanas foram as mais ocupadas nesse nosso primeiro ano de Canada. Fora o de sempre “escola e estagio”, tivemos nossa primeira visita do Brasil, fiz meu primeiro trabalho pago no Canada (ainda que um “bico”) e a Mei ficou doente pela primeira vez.

Ainda tenho que editar as fotos e fazer o upload pro Picasa, mas abaixo seguem duas fotos de aperitivo: o mais famoso cartao postal de Ottawa em dois momentos diferentes.

Advertisements

1 ano de Canada

Ha exatamente um ano atras estavamos chegando em Ottawa. O tempo passou muito rapido de la pra ca, acho que isso eh um bom indicio que estamos no caminho certo…

Esse post eh so pra deixar registrada a data, nao vou poder escrever muito no momento pela falta de tempo, ja esta na hora de sair de novo. Mas assim que der escrevo com mais calma.

Carteira de Motorista

E eis que quase um ano depois de chegado no Canada, agora estou devidamente documentado para dirigir.

Quando chegamos o DriveTest, orgao que regula os testes e emissao de habilitacao em Ontario, estava em greve. A tal greve so foi acabar dia 4 de janeiro, mais de 3 meses depois que chegamos, so que ai ja era inverno e como eu nao tinha pressa pra tirar habilitacao achei melhor ir atras disso depois do inverno. Primavera veio e como nao era prioridade fui deixando pra la ate que em agosto, mais de meio verao adentro, resolvi que tava passando da hora de ir atras.

Primeiro passo eh ir traducao da carteira de motorista em um consulado mais proximo de voce, no nosso caso de Ottawa, na Embaixada. Se nao tem nem um nem outro eu nao sei como faz, quando fazia parte de listas de discussao lembro de algumas pessoas que moram em cidades mais afastadas dizendo que o departamento de habilitacao nao tinha aceitado traducao “normal”. Sei que tem um consulado brasileiro intinerante que vai nas cidades de provincias mais distante por alguns dias, mas nao sei dos detalhes. O custo da traducao eh de $18.5 + custo da money order e aqui na Embaixada eles dao o prazo de 3 dias uteis. Esse documento so eh valido por 3 meses e no meu caso tive que tira-lo novamente.

Munido da traducao da carteira eh bom estudar a teoria por uns dias. Voce pode comprar o Driver’s Handbook na maioria das farmacias, supermercados e bancas de revista por volta de $18, mas se nao quiser gastar pode estudar online pelo Official Handbook web site tambem. Eu comprei o livro mas perdi antes de comecar a estudar, entao o jeito foi dar uma olhada online mesmo, eu so estudei uma manha e a tarde fui fazer a prova. O teste teorico nao precisa ser agendado, eh so chegar e fazer e custa $10 dolares por tentativa. Sao duas provas de 20 questoes cada, onde voce pode errar no maximo 4 em cada prova, sendo uma prova de legislacao e a outra de sinalizacao. Passando no exame teorico voce ja sai em posse da G1, a carteira de aprendiz que so da direito a dirigir na companhia de alguem que tenha um habilitacao “G full” por no minimo 4 anos e mais uma serie de restricoes. Ja eh uma boa deixar agendado o Road Test, atualmente esta levando em media 30 dias para conseguir data, ainda reflexo da greve do ano passado, mas se quiser agendar depois pode ser feito online tambem. Voce tem a opcao de fazer o teste de direcao para a categoria seguinte, a G2, ou para a “Full G”, chamada simplesmente de “G”. A G2 ainda tem alguma limitacoes que nao sei exatamente quais, mas o teste de direcao eh menos rigoroso.

Eu aconselho tomar pelo menos uma aula antes com um instrutor mesmo sendo experiente no Brasil porque alem de algumas regrinhas diferentes das nossas, no teste de direcao sao cobrados coisas que ninguem usa/obedece no dia a dia. Entao mesmo se voce tiver um amigo com 20 anos de direcao no Canada disposto a lhe dar umas aulas e ele nao souber as “manhas” voce tem grandes chances de se dar mal no teste. Todo mundo so fala dos blind spots, que tem que checar por cima do ombro e retrovisores de 2 em 2 segundos e tal, mas tinham algumas coisas que eu nao fazia ideia. Por exemplo, foi duro acostumar deixar uma distancia de um carro inteiro para o carro da frente ao parar no sinal vermelho, levei alguns puxoes de orelha ate aprender. E algumas pequenas coisas como dirigir com as duas maos na direcao. Mas segundo o instrutor que peguei, o mais importante, tirando os erros mais fatais e obvios como cruzar um sinal vermelho(ou quase), ultrapassar a velocidade permitida ou nao dar a vez para o pedestre, eh a entrada e saida da Highway. O instrutor do Luciano tambem falou o mesmo, ao entrar na Highway voce tem que estar na velocidade (permitida) dos demais, ou seja 100km/h ja, coisa que geralmente fazia ao contrario, vai se entrando com cuidado e acelerando aos poucos. Mas como disse, o certo eh entrar acelarado ja e com cuidado. Ao sair da Highway tambem eh importante nao desacelerar muito brusco, diminuir a velocidade mesmo so quando ja estiver bem encaminhado na exit. Dirigi por 2 anos nos USA e nunca fiz isso.

No final do teste, a instrutora virou de lado e disse “voce passou, mas voce eh um last minute breaker, por favor quando for dirigir nao espere tanto para frear”. Bem que percebi que ela estava meio tensa do meu lado…

Adendo: Vi em alguns blogs que tem pessoas, inclusive aqui em Ontario, que precisaram fazer traducao da carteira, nao sei se eh somente em Ottawa entao, na Embaixada emitem um documento que eh a traducao da carteira falando quantos anos de direcao no Brasil voce ja tem. Todo mundo que conheco fez desse mesmo jeito e ninguem teve problemas.

Outra coisa, fiz as provas no DriverTest da Canotek e nao esperei um minuto sequer.

Voltando

Caramba, sumimos por um mes! Nem percebi que ja fazia todo esse tempo que nao escrevia por aqui. O motivo nao eh exatamente falta de assunto, eh mais falta de tempo. Nao esta nos meus planos abandonar o blog, so reiterando o que falei num post passado, cedo ou tarde volto por aqui.

O culpado

O principal motivo da falta de tempo eh que comecei um estagio/voluntariado, nao por coincidencia, ha um mes atras. Tenho trabalhado todos os dias ate meio-dia nesse escritorio de uma advogada especializada em Real Estate, Direito de Familia e Imigracao, mas 95% do que eu faco eh na area de Real Estate. Compra de imovel aqui no Canada eh bem mais complicado que no Brasil, por isso todo mundo contrata um advogado para esse fim. O advogado entra em cena quando o corretor concretiza a venda, ate onde sei seria bem dificil comprar um imovel e nao ter um advogado intermediando essa compra, mas isso eh assunto pra outro post. Tenho gostado muito dessa area, as pastas com os processos lembram minhas pastas de quando estagiei na Defensoria Publica no Brasil, mas acho que devo lidar agora com o triplo de papel. Ao fim do primeiro dia a advogada meio receosa perguntando se no dia seguinte eu voltaria  falou: You gotta like to deal with lots of paper, no que respondi com um sincero e simples and I do.

Clima

Ah, finalmente o verao acabou! (que a Claudia nao vejo isso) Oficialmente ainda nao, ainda faltam mais de 10 dias, tambem ainda nao esta frio, mas pelo menos agora nao tem mais aqueles dias perto ou passando dos 30 graus. Terca-feira ate fez 27 graus, mas depois deu um thunderstorm e hoje a temperatura esta em agradaveis 16 graus, sendo que a maxima dos proximos dias sera 22 graus. Pra mim ta bom demais, 15 graus eh friozinho mas ainda nao o suficiente pra precisar de casaco ou jaqueta.

SuperEx

Ha algumas semanas atras fomos com a Adri & Diego ao SuperEx, um festival meia-boca que acontece por 10 dias aqui em Ottawa. Quem conhece a Expoece la em Fortaleza da pra ter ma boa ideia eh so imaginar algo mais organizado, mais limpo e com menos alcool. Tinha uns bichinhos interessantes pra ver e o pavilhao historico foi o que achei melhorzinho, principalmente a parte bizarra com o Carnival Diablo, sendo eu um fa da finada serie da HBO Carnivale. Enfim, eh um evento interessante pra ir uma vez e conhecer, principalmente se voce tiver filhos. Mas para nos valeu mais pela companhia e pelo sanduiche no The Works depois.

Nao eh o palhacinho pimpao

Verao

Morar por esses lados tem a vantagem de poder contar com um clima quente por 3 meses durante o ano e dar uma desopilada do inverno, mesmo considerando que esse verao foi uns 2 ou 3 graus acima da media. Isso pode parecer pouco, mas eh melhor do que nada pra que nao gosta de frio. E para quem gosta de frio, assim como eu, se esse verao tivesse sido um pouquinhozinho de nada mais quente eu pensaria seriamente em mudar daqui para um lugar mais frio (nao eh brincadeira!).

Foto recente, ainda tem flores pela cidade

E por fim uma homenagem a bonita capital Ottawa e que venham outros veroes! Depois deu curtir meus 6 meses de inverno claro! hehe (pra ver maior eh so clicar na foto):