Dois anos depois…

Geralmente se diz que os dois primeiros anos são os mais difíceis na adaptação em um novo país. Well, here we are atingindo a marca dos dois anos! Nem no meu wildest dream eu imaginaria que nessa marca já teria conseguido o que conseguimos.

Olhando para trás, muita coisa mudou desde que chegamos no aeroporto de Ottawa sem conhecer literalmente ninguém. Sem ninguém para receber, pegando taxi sem certeza de onde ficar, com 6 malas, 2 mochilas e um gato no transporte.

Casa, emprego, carro, filho…o que posso pedir mais? Desde o começo do mês somos os mais novos moradores de Kanata, onde compramos nossa casa.

Se aprendi uma lição foi: não dar ouvidos a quem diz que alguma coisa não pode ser feita. Não teria comprado a casa se eu não tivesse corrido atrás mesmo sendo dito que não conseguiria com tão pouco tempo de emprego e a Claudia saindo para licença maternidade. Também teria desistido de conseguir um emprego na minha área, já que varias pessoas me disseram que não seria fácil entrar no mercado jurídico. Hoje vendo de dentro constato o quão difícil realmente é. Mas não existe nada impossível para quem tem perseverança e fé.

By endurance, we conquer

Home Sweet Home

Finalmente estamos com um lar novamente. Agora so esta faltando o sofa chegar na terca-feira. O apartamento nao saiu muito barato, $950 com as utilities incluidas. Encontramos ate por $800 com dois quartos. Acabamos decidindo por esse por basicamente tres motivos principais, tendo em vista minha pressa em viajar para o Brasil deixando um ap todo “montado” para a Claudia.

Primeiro motivo, sendo imigrantes recem chegados(sem historia de credito, sem emprego, sem referencias de aptos anteriores) as imobiliarias ficam meio totalmente com o pe atras de alugar alguma coisa pra nos. Mesmo sendo uma pratica ilegal, elas pedem de 6 0u 12 meses(geralmente 12 meses) adiantados de aluguel. Assim na cara dura, sem pudor(nem medo). Outras ate citam a lei e dizem que eles nao podem pedir mas nos podemos oferecer, eh mole? Sem os requisitos a alternativa eh conseguir um avalista(fiador), dava vontade de rir quando os “corretores” sugeriam que sem emprego e historia de credito era “so” arranjar um guarantor. Mas como alguem tem coragem de sugerir isso para alguem que acabou de chegar no pais e nao conhece ninguem? Sem falar que ate para parentes eh um favor chato de se pedir(nao sendo pai ou mae), ser fiador em contrato de aluguel eh ingrato, ja trabalhei mais de 2 anos em imobiliaria no Brasil, ja vi muita confusao envolvendo isso. Enfim, nesse apartamento apenas mostramos o extrato da conta corrente, pagamos o primeiro mes de aluguel e o deposito e fizemos um contrato de experiencia de 4 meses.

O segundo motivo eh que nesse apartamento que alugamos a Claudia nao depende de transporte publico ou terceiros, para o trabalho sao 8 minutos de caminhada e para La Cite Collegiale(onde ela esta estudando frances) sao 10 minutos.

O terceiro, mas nao menos importante, aqui fica bem perto de paradas de onibus, menos de 2 minutos.

Levamos em conta alguns motivos secundarios tambem. Nao tem muitos estudantes no predio, isso eh importante porque estudante = festa = (muito)barulho. Ja tive vizinhos estudantes nos USA e sofri bastante e nao quero passar por isso de novo. O preco nao muito barato do apto ja serve como filtro tambem, ainda nos USA morei num pequeno ap que era bem barato, mas como o ditado diz “o barato sai caro”. O cara nao era estudante, alias, nao era nada, passava o dia em casa(provavelmente recebendo algum tipo de ajuda do governo), sempre tava na entrada bebendo sua cervejinha e olhando o movimento da rua e recebia amigos que ficavam ate 3/4h da madrugada. Alem de ser pet friendly, o staff ser simpatico, ter uma boa vizinhanca e o apto ser de um bom tamanho(para 1 bedroom).

Abaixo, foto do primeiro jantar oficial todo feito pela Claudia na nossa segunda noite e ja com a mesa montada. Na primeira noite foi sentado no chao mesmo e com comida congelada.

Primeiro jantar de verdade

Primeiro jantar de verdade

Retificando: So a titulo de informacao, o aluguel do carro na verdade saiu por Can$68. De gasolina gastamos apenas $7, devo ter rodado por volta de 60km.

Aniversario de um mes!

1 mes!

1 mes!

Primeiro queria agradecer ao apoio de todos, muito obrigado pelas palavras e pela forca(com cedilha…hehe).

Segundo, vamos ficar por uns dias fora do ar, finalmente estamos de mudanca para o nosso ap.

Resolvemos alugar um carro porque acho que o custo/beneficio eh melhor. A entrega da Ikea aqui em Ottawa eh $69 por 15 itens. Sem falar que nao fomos(vamos) somente na Ikea. Se fossemos pagar taxi sairia pelo menos o dobro disso. Resolvemos alugar o carro, um Toyota Corolla, que saiu por $80 e tem um porta-malas bem amplo. So pra dar uma ideia, peguamos o carro hoje 14hs e so conseguimos levar o que vinhamoscomprando aqui e ali desde que chegamos e uma ida na Ikea rendeu mesa de jantar, rack pra tv, side table e mais uma penca de quinquilharia pra casa. A cama deve ser entregue amanha, agora falta encontrar um sofa confortavel que nao seja o preco de um carrinho usado ou nao seja barato e duro como se fosse de alvenaria. Falta tambem a TV, mas ai peco a ajuda de alguem pra ir la comprar comigo. Nessa sexta ainda da pra dar um pulinho na Ikea de novo pra comprar mesa pro computador e mais algo que tenhamos esquecido e dar um pulinho na Dollarama antes de entregar o carro.

A experiencia de dirigir tem sido boa ate agora, aluguei so com a carteira de motorista do Brasil mesmo. O lado ruim eh se acostumar com a vida mansa de ter um carro. Eh um sensacao meio Cinderela, meia-noite(no nosso caso 14h) nossa carruagem vai virar abobora.

O proximo post agora sera so no apto novo, assim que conseguir instalar internet, o que vai demorar um pouco pq so devo ir atras disso amanha ou talvez sabado.